• Girotti

Como evitar problemas na injeção eletrônica da máquina.


Fonte: Girotti


Para evitar problemas na injeção eletrônica da sua máquina é preciso tomar alguns cuidados básicos. Confira!

Se você trabalha com motoniveladora, escavadeira, pá carregadeira, trator de esteira ou qualquer outra máquina pesada, já deve saber que para substituir peças do sistema de injeção não fica barato. De fato, a injeção eletrônica corresponde a cerca de 30% dos custos de manutenção da máquina ao longo de sua vida útil. Por isso, é fundamental tomar alguns cuidados básicos para evitar problemas no sistema de injeção.

Aqui na Girotti, temos grande experiência no atendimento às máquinas que utilizam os motores C7 (12K, 120K, 140K e 160K), C9 (140M e 160M) e 3126B (120H e 135H). Todas elas utilizam o sistema HEUI. Além disso, atendemos também máquinas com o sistema Common Rail como, por exemplo aquelas com os motores C6.6, C6.4 e C4.2. Sendo assim, baseado em todo o nosso conhecimento, separei algumas dicas básicas para você aplicar no dia a dia, não só nesses modelos, mas também em outros. Sem dúvida, tomando esses cuidados você prolongará ao máximo a vida útil das unidades injetoras, ECM, bombas de atuação, bombas de transferência e outros componentes do sistema de injeção. Confira!

DICAS

Como evitar problemas no sistema de injeção eletrônica da máquina:

1. Abasteça somente com combustível de qualidade

A contaminação do diesel é a principal causa de falhas prematuras no sistema de injeção. Por isso, é fundamental abastecer sempre em locais de confiança, onde o diesel fique armazenado corretamente e não fique estocado por muito tempo. Nesse sentido, tome cuidado também com o filtro de óleo e com o filtro separador de água, itens fundamentais para evitar a contaminação do combustível.

2. Não deixe a máquina parada por muito tempo

O diesel também tem prazo de validade. Por isso, é recomendado evitar deixar a máquina parada por um longo período. Afinal, vencida essa validade, o combustível perde suas propriedades e se torna mais abrasivo, podendo causar sérios danos em todo o sistema de injeção.

3. Fique atento aos sinais que a máquina dá

Jamais ignore problemas como perdas de potência, aceleração irregular, barulhos, vibrações estranhas no motor ou mesmo alterações no rendimento do combustível. Todos esses, são sinais claros de que tem algo de errado com a injeção. Dessa forma, quanto antes você descobrir menores as chances de o problema ter se agravado e comprometido todo o sistema. Consequentemente, menores os custos de manutenção e tempo de máquina parada.

4. Faça a inspeção diária

A inspeção diária deve ser feita, não só para evitar problemas no sistema de injeção, mas também em vários outros componentes da máquina. É importante, por exemplo, inspecionar os pneus, as pás, os cilindros hidráulicos, entre outros. No que diz respeito à injeção eletrônica, alguns itens que não podem ficar de fora da inspeção são o filtro separador de água, o filtro de ar, o nível do óleo do motor e do líquido arrefecedor e o sistema de arrefecimento como um todo.

5. Faça a manutenção corretamente

Em geral, tomando os devidos cuidados, um sistema de injeção de qualidade tem uma vida útil bastante longa. Entre esses cuidados, sem dúvida, está a manutenção de qualidade. Nesse sentido, itens básicos como o nível do óleo e os filtros (de ar e óleo) devem ser sempre verificados. Além disso, os componentes do sistema de injeção eletrônica também devem ser inspecionados periodicamente. Em suma, a manutenção preventiva e — melhor ainda — preditiva é sempre a maneira mais eficaz de garantir que tudo funcionará corretamente.

6. Conte com fornecedores e qualidade

Aqui na GIROTTI, já vimos inúmeros problemas causados por unidades injetoras ou bombas de má qualidade. Sem dúvida, o barato sai caro quando se trata de sistemas de injeção de máquinas pesadas, como as motoniveladoras. Afinal, o próprio custo de ter que trocar as peças mais de uma vez, além dos prejuízos por ficar com a máquina parada não compensam. Portanto, fique esperto, desconfie de quem cobra muito barato e peça referências. Se precisar estamos à disposição.

7. Tome cuidado na instalação dos componentes de injeção

Outro problema muito comum! Aqui na GIROTTI recebemos muitas unidades para remanufaturar cujo defeito foi causado por falhas na hora da instalação. De fato, mesmo a melhor unidade pode ter seu funcionamento comprometido, se o instalador não tomar alguns cuidados. Nesse sentido, um problema muito comum é o corte dos anéis causado, entre outras razões, pelo encaixe inadequado da unidade. Por isso, se for preciso fazer a troca de algum componente do sistema de injeção, conte com profissionais capacitados.

Enfim, é isso, espero que você aproveite essas dicas.